Falsificados ou contratipos?

Falsificados ou contratipos

A verba está apertada, você se apaixonou por um perfume importado e os preços salgados não colaboram com a situação. O que fazer?

Muitas pessoas optam por comprar um perfume falsificado. O raciocínio é bem simples: “O mesmo perfume por um preço bem mais em conta”. Mas o interessante é que as pessoas só analisam um lado da moeda. Não vou entrar na discussão política e legal do mercado negro, mas sim no mérito da sua saúde. Sabia que em diversos testes de laboratório as amostras de perfumes falsificados apresentaram componentes nocivos à saúde? Imagine que “delícia” você usar um perfume à base de urina! Mas mais do que ser nojento, componentes como a urina, anticongelantes (usados em carros) ou bactérias podem trazer uma série de transtornos como reações alérgicas, dores de cabeça ou até eczemas.

Se você quer muito o perfume e não aguenta esperar um pouco para economizar o dinheiro, por que não optar pelos contratipos? São opções mais em conta e muito similares às fragrâncias originais (alguns, inclusive, são considerados como réplicas perfeitas). E a melhor parte: as empresas que são registradas direitinho têm seus produtos avaliados pela Anvisa. Ou seja, nada de ingredientes inusitados!  (Eu gostava dos contratipos da Contém 1g, mas infelizmente eles não fabricam mais. Acho que as empresas fortes nesse ramo atualmente são a Fator 5 e a Thipos. Alguém conhece alguma?).

Então na hora de escolher entre os falsificados e os contratipos, peço encarecidamente que lembrem desse post! Sua saúde agradece :)


Deixe uma resposta