Bom dia! Eu sei, eu sei, fiquei sumida por alguns dias e peço desculpas! Mas a garganta não aguentou a correria dos dias e até sem voz eu fiquei 🙁

Mas ainda estamos em dia para fazer o favoritos do mês de junho, não é? Então hoje você confere os 3 perfumes que mais usei no último mês: o Good Girl (Carolina Herrera), Bergamotto di Calabria (Acqua di Parma) e Elixir des Merveilles (Hermès).

 

1. Good Girl (Carolina Herrera)

O Good Girl é relativamente novo. Foi lançado no finalzinho de 2016 e desembarcou aqui no Brasil em 2017. Eu sou fã da marca, mas o Good Girl me surpreendeu de uma maneira bem positiva! Diferente de seus irmãos, ele sai um pouco da linha frutadinha e explora uma doçura mais encorpada e envolvente de notas mais cremosas, robustas e quentes. Considero um floral oriental levemente gourmand. Destaque para a saída mais cremosa da baunilha, praliné e amêndoas. Aos poucos o lado mais sério e adulto começa a surgir com as notas mais imponentes da fava tonka, do cacau e do café. Possui um floral bem leve, apenas acrescentar mais feminilidade e leveza à fragrância. Ótima pedida para dias/noites frias.

 

2. Bergamotto di Calabria (Acqua di Parma)

Já falei dessa belezura em um dos vídeos lá no canal do YouTube. O Bergamotto di Calabria faz parte da linha Blu Mediterraneo e foi desenvolvido para ser compartilhado entre homens e mulheres. A fragrância possui uma saída cítrica que me lembra tanto as bagas como a casca de laranja, mas que aos poucos fica mais amadeirada e com uma pitada quente e gostosa de gengibre. Sabe quando você quer um perfume fresco, que te dê a sensação de banho tomado, mas sem ser sem graça ou com cheirinho de sabonete? É exatamente assim que vejo o Bergamotto. Virou meu queridinho para ir à academia!

 

3. Elixir des Merveilles (Hermès)

Sinceramente, o Elixir des Merveilles não foi apenas um favorito perdido do mês de junho. Ele já tem seu espacinho reservado há alguns anos no meu TOP 10! Esse perfume foi muito impactante para mim, porque me fez abrir a cabeça (ou melhor, o olfato) e sair da zona de conforto. Um fougére de fazer gosto, com um toque bem unissex. Na minha pele a saída é encorpada, me lembrando um casamento perfeito de uma casca de laranja imponente e uma sensualidade intrigante de mel de flores de laranjeira. Aos poucos, o conforto de tons amadeirados começa a se destacar juntamente com os toques quentes e provocantes da resina e do âmbar. Uma fragrância que foge do comum e te deixa maravilhado!

 

E quais foram os perfumes favoritos de vocês?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *