Eu sei que o verão só começa em dezembro… Mas se já estamos no horário de verão e a maioria das cidades já está um forno, eu me sinto mais do que autorizada a fazer o especial de verão.

O Light Blue versão feminina, de D&G, não é nenhuma novidade no mercado. Foi lançado lá em 2001 e até hoje é considerado um queridíssimo tanto do ponto de vista feminino como masculino.

Segundo a marca, ele é composto por notas de cedro siciliano, folhas de maçã verde e jacinto na abertura; bambu, jasmim e rosa branca no coração; e madeiras cítricas, âmbar e almíscar no fundo.



A abertura dele me lembra demais picolé de limão com pitadas de maçã verde. É uma gostosa mistura cítrica vibrante e de grande frescor. Mas conforme o perfume vai evoluindo você percebe que aquela alegria da abertura começa a ficar mais discreta. Evoluiu para o que gosto de chamar de  limonada suíça um pouquinho açucarada. O  interessante é que esse “suíça” é por conta do cedro e do bambu, que ficam lá no fundo para dar um toque especial. Por que especial? Acontece que em dias mais abafados essas duas notas ficam mais destacadas, amenizando a “limonada açucarada” (traduzindo, não deixam o aroma “melado”, enjoativo). A sensação é de que uma chuva de verão acabou de passar: o dia continua quente e a limonada presente, porém você consegue captar aquele gostoso cheirinho de folhagem pós-chuva.

O que acho bem legal no Light Blue é que ele consegue ser bem versátil. É uma fragrância que combina tanto com os mais novinhos (inclusive recomendo como perfume para adolescentes) como com os mais velhos. Perfeita para dias/noites quentes mas que também cai muito bem em temperaturas frias. E o que as mulheres mais adoram: atrai olhares e elogios masculinos.

O Light Blue possui também uma versão masculina. A versão feminina, descrita aqui no post, está disponível apenas na versão Eau de Toilette (EDT) e pode ser encontrada nos tamanhos de 25, 50 e 100ml. O de 25ml custa, em média, R$182.



Ps: Só para alertá-los, a embalagem dele é bem frágil e se desmantela com facilidade. Então se a parte metalizada descolar não fique triste porque a culpa não foi sua!