Depois de muitas noites mal dormidas, cá estou eu para recompensá-los da demora! Como sempre, peço mil desculpas por ter abandonado o blog (mas fiquem sempre tranquilos, porque sumir de vez está fora de cogitação! ). Vou aproveitar o embalo da minha compra recente e falar um pouquinho sobre o perfume Trésor Midnight Rose, de Lancôme.

Só para quem ainda não conhece, Trésor é um dos clássicos dos anos 90 da marca Lancôme. Nos anos 2000 a linha foi estendida e recebeu mais dois novos perfumes: Trésor in Love (em 2010) e Trésor Midnight Rose (em 2011). O que é bem legal é que cada um deles possui seu estilo, então nenhum é parecido com o outro.

Com a proposta de ser um “perfume  jovem, sensual e alegre”, Trésor Midnight Rose é composto por framboesa, rosa, cassis, peônia, jasmim, pimenta rosa, almíscar, cedro e baunilha.

Sem dúvidas o perfume consegue trazer para o usuário um clima jovial de romance parisiense (bem cena de filme mesmo, com direito a jantar e passeio pelas charmosas ruas de Paris). Trésor Midnight Rose é uma gostosa mescla de aromas levemente adocicados com toques florais e frutados. O primeiro aroma que detecto pós borrifada é levemente cítrico, me lembrando demais maracujá. Ok, confesso que meu nariz fica meio confuso: maracujá é o que vem à mente, mas no fundo sinto que pode ser a folha de cassis. Pegadinhas à parte, um maracujá que em menos de um minuto começa a se misturar com uma framboesa bem madura e docinha. E aí sim, sinto o cassis! É nessa combinação frutada que consigo captar a aura jovial da fragrância.

Em poucos minutos a rosa começa a se destacar, trazendo o tão esperado romantismo. Mas diferente de muitos perfumes, essa flor não é tão impactante e imponente. A ideia é de uma rosa mais discreta e delicada, como se ainda estivesse desabrochando. E ainda na primeira hora a baunilha também aparecesse para dar um toque envolvente à fragrância. Assim como a rosa, a baunilha também apresenta uma característica mais suave se comparada às baunilhas de outros perfumes. Ela é bem cremosa, porém não muito adocicada. Inclusive, dependendo da pele, pode ser que a baunilha apareça apenas para fazer uma ponta (ou seja, ela pode não durar muito tempo). Conforme as horas vão se passando, uma pitadinha de almíscar, peônia e cedro se tornam perceptíveis, porém de forma bem suave e distante (como se fossem a última camada da fragrância).

O Trésor Midnight Rose é uma excelente escolha para saídas vespertinas e noturnas (principalmente as românticas), seja em temperaturas altas ou baixas. Quanto à idade, são grandes as chances de adolescentes e jovens adultos serem os amantes dessa fragrância.

Ps: Quem é fã do Nina (Nina Ricci) por conta do lado adocicado que é quebrado pelo frutado cítrico  provavelmente vai se encantar pelo Midnight Rose.



Ps²: Vou contar um fato curioso! Eu recebi o estranho comentário de que o Midnight Rose lembrava um pouco lança-perfume. Como na minha geração ele já era considerado uma droga (portanto ilícito no Brasil), eu não tenho ideia se de fato se parecem ou não. Mas para os mais velhos, fica aí uma outra analogia (e para quem conhece, favor me contar se eles se parecem mesmo ou não ).

Trésor Midnight Rose está disponível apenas na versão Eau de Parfum (EDP), nos tamanhos de 30,50 e 75 ml. O frasco de 30ml pode ser encontrado nas principais perfumarias por volta de R$192.