Segredos Revelados: Como é voar na Classe Executiva da Emirates

728x90

Se viajar já é bom demais, imagina com conforto! Na minha viagem para Singapura, tive a oportunidade de fazer um upgrade para voar na classe executiva da Emirates no trecho de Dubai para o Rio de Janeiro. Eu sei que muitas pessoas ficam curiosas para saber como é voar na classe executiva e se vale a pena o investimento (seja de milhas ou de dindin mesmo). Então hoje compartilho com vocês como foi a minha experiência.

Upgrade

O upgrade da Emirates funciona de duas formas. Você pode usar suas milhas do programa de fidelidade Skywards. Ou então, você espera um convite para fazer o upgrade por um determinado valor em dinheiro. Porém, é bom destacar essa segunda parte. Algumas companhias fazem leilão de upgrade onde você oferta um valor e torce para que o seu lance seja o maior de todos. Porém, no caso da Emirates você precisa ser selecionado pela empresa para a opção de upgrade. Eles te enviam um email ofertando para voar na classe executiva por um prazo de 24 horas.

E-mail da Emirates oferecendo o upgrade para a classe executiva

Vale ressaltar, também, que o upgrade pode não incluir todos os seus trechos de conexão. O meu voo de volta era SIN-GIG com conexão em Dubai, porém só recebi a opção de upgrade para o trecho DXB-GIG.

Sala VIP

Se você optar pelo upgrade para voar na classe executiva da Emirates, não vai poder ter acesso à sala VIP da Emirates no aeroporto. Algumas pessoas vão ficar tristes com essa notícia, porém lembre-se que existem outras formas de entrar em outras salas VIPs dos aeroportos (como o cartão de crédito ou programas de fidelidade). Como meu tempo de conexão era tão rápido, eu nem senti falta da salinha! Confesso que usei e abusei do duty free de Dubai, que é ENORME e cheio de produtos que dificilmente encontramos em outros aeroportos! Em compensação, a entrada privilegiada na aeronave é garantida (😅 ufa!).

No avião

Assim que os passageiros vão entrando e se acomodando em seus assentos, os comissários de bordo oferecem champagne (ou qualquer outra bebida) para a recepção de boas vindas. Esse procedimento, na realidade, já é padronizado em todas as companhias aéreas para a primeira classe e a classe executiva.

Cada assento dispõe de um kit de amenities da Bvlgari, composto por alguns produtinhos da marca, além de escova de cabelo, espelho, escova e pasta de dente, meias e tapa olhos. Pequenos mimos que proporcionam bons momentos ao voar na classe executiva da Emirates.

Serviço de bordo

Eu não tenho palavras o suficiente para expressar a prestatividade dos comissários de bordo do meu voo. Todos foram sempre muito solícitos, em especial a comissária que ficou encarregada da minha seção. Um amor de pessoa! Como lidar com alguém que tem muito bom humor, que te cobre e ainda apaga a luz e o monitor da tv, enquanto você está dormindo? 😍 Nesse sentido, uma excelente experiência ao voar na classe executiva da Emirates.

Logo no início do voo, a comissária me perguntou se poderia arrumar o meu assento. Como assim? Se já não bastasse a poltrona ser de couro, bem como reclinar até 180º e vir com o clássico kit cobertor (porém mais quentinho) + travesseiro, ela ainda prepara a sua “cama”, com direto a colchão e tudo (está mais para um colchonete bem gorducho).

Podemos falar agora da parte que a gulosa aqui mais adora? As refeições! Esqueça as bandejas: em todas as refeições, o comissário de bordo forra e monta a mesa para você com talheres de metal, saleiro, pimenteiro (esse nome existe ou acabei de inventar?) e aceto balsâmico. Ah sim! Inclusive, todos os pratos são servidos em louças, assim como bebidas quentes. As frias são servidas em copos ou taças de vidro. Antes das refeições, você recebe um menu com todas as opções disponíveis para você escolher e um pouco antes de cada uma, o comissário vem te perguntar o que deseja.

  • Café da manhã

Café da manhã

Foi a primeira refeição do meu voo e já comecei muito bem! Eu AMO as comidinhas de café da manhã! Eu optei pela opção que incluía salada de frutas (abacaxi, uva, manga, mamão, melão, melancia, blueberry, morango e romã), french toasts, iogurte de damasco, pãozinho, geleia de morango, manteiga. A comissária passou com uma cesta de pães e acabei escolhendo um muffin. Para completar, pedi um chá de hortelã.

  • Ceia

Seria uma ceia?

Eu fiquei tão perdida com o fuso horário e estava tudo tão escuro, que sinceramente não soube identificar se era um mini almoço, jantar ou uma ceia (afinal, saí de madrugada e continuava nela atrasando o relógio conforme voltava pro RJ). Eu lembro que tinha optado pelo sanduíche, mas ele já não estava mais disponível. Então escolhi pela pasta ao molho de tomate e queijo derretido, que estava bem quentinha e macia.

  • Aperitivo

Aperitivo

Enquanto aguardava a refeição seguinte, recebi como aperitivo algumas oleaginosas (mix de castanhas e amêndoas). Para acompanhar, solicitei um drink sem álcool, feito com água com gás, limão, hortelã e gengibre.

  • Almoço

Almoço

Posso considerar essa última refeição como um almoço, já que cheguei às 14:30 no Rio de Janeiro. Como eu tinha comido um tanto nas refeições anteriores, preferi a opção mais leve de todas. Comi uma saladinha fria de legumes e verduras, carpaccio de salmão com alcaparras, batata cozida e cream cheese. Mas é claro que não deixei de pedir um pãozinho francês integral para acompanhar. Por fim, de sobremesa comi uma tortinha de chocolate meio amargo com calda de laranja e chocolate branco (inclusive, também ganhei um chocolate de menta).

Sobremesa

Só uma obs:  A aeronave ainda conta com um bar 24 horas exclusivo para os passageiros da primeira classe e classe executiva da Emirates. Se você já estiver muito entediado, pode sentar lá, pedir um drink e socializar com as outras pessoas. Eu confesso que eu já estava tão cansada das 7 horas do voo anterior, que permaneci deitada praticamente o voo inteiro! #preguiça

Entretenimento

O ICE, serviço de entretenimento da Emirates, é considerado um dos melhores dentre todas as companhias aéreas do mundo. Só para você ter uma ideia, ele já leva o título de melhor entretenimento há 14 anos consecutivos pelo Skytrax Awards! Assim que você liga o monitor, você já entende o porquê! É uma INFINIDADE (são mais de 3.000 canais) de filmes, documentários, séries, jogos, músicas e programas de tv. Tudo isso disponível para te distrair nas longas horas de voo. São tantas as opções, que no início você fica perdido sem saber por onde começar!

Apesar de eu ser do time da leitura, quando estou no avião me sinto mais relaxada vendo filmes. E não qualquer filme antigo: quero saber dos últimos lançamentos! Então se tem algo que me deixa chateada é ligar o monitor e só ter pouquíssimas opções (só pra dizer que tem!). A Emirates não fez feio nesse quesito: eram muitas as escolhas, incluindo uma boa variedade de gêneros.

Outro ponto positivo é o tamanho do televisor: 23 polegadas todinhas para você usufruir ao voar na classe executiva da Emirates! E nada de imagem escura e com falta de cor. É para você se sentir em casa mesmo. Para controlar o monitor, você pode optar pelo controle menor (que geralmente é usado para os jogos) ou então pelo tablet.

Finalmente consegui assistir o vencedor do Oscar, Coco!
  • Som, controles e wi-fi

Para o entretenimento ser completo, não basta apenas uma boa imagem: o som também tem que estar à altura. Eu notei que o fone contava com um sistema de noise cancelling. Ele abafa todos os barulhinhos inconvenientes no ambiente e te deixa focado apenas no som que sai do dispositivo. Então sabe aquele som de “vuuuuuum” que você vai ouvindo durante todo o voo? Você consegue cancelá-lo. E não é  só para quando você estiver vendo tv. Se você quiser dormir sem os barulhos, basta ativar o botão no seu fone.

E por falar no tablet, ele funciona também para controlar as funções do seu assento. Você consegue regular a reclinação da poltrona, apagar e acender luzes, chamar o comissário de bordo e como controle remoto do televisor. Eu particularmente preferi usar apenas o tablet. Apesar de ser maior que o outro controle, ele é mais intuitivo e de melhor visualização (quem usa óculos vai me entender :D).

Achou que parava por aqui? Não, não! Ainda temos rede wi-fi disponível gratuitamente na classe executiva da Emirates. Então, fique tranquilo! Você não vai sofrer de crise de abstinência de redes sociais vai poder navegar na internet e enviar aqueles emails que ficaram pendentes do trabalho. O único problema é que o meu sinal oscilava muito e cheguei a ficar quase 1 hora sem internet!

Espaço

Vamos começar com um dos principais quesitos para os passageiros: o espaço para as pernas. Enquanto na classe econômica nos preocupamos com as nossas perninhas viajando quase que esmagadas pelo assento da frente, na executiva você nem sonha em se preocupar com isso. O espaço disponível à sua frente é tão grande, que você pode até levantar e dançar uma Macarena! 😂

Como já falei anteriormente, todas as poltronas da classe executiva da Emirates são reclináveis até 180º. Se você não é bom de geometria, isso quer dizer que a sua poltrona deita até ficar retinha, virando uma cama. Para voos longos ou noturnos, isso é uma maravilha porque você consegue dormir tranquilamente. E mesmo que não durma, ao menos vai chegar com o corpo relaxado.

Além de você poder deitar totalmente o assento, também existe a possibilidade de você reclinar partes dele. Por exemplo, você pode permanecer sentado, mas deixar a parte dos pés totalmente esticada. Ou então só reclinar um pouquinho a parte das costas. Enfim, isso fica à seu critério e conforto, podendo ser regulado pelo tablet ou pelos botões localizados ao lado da sua poltrona.

  • Disposição dos assentos

Na aeronave que viajei, a disposição dos assentos era 2-3-2 (ou seja, dois assentos localizados ao lado da janela esquerda, 3 no meio e 2 na janela direita). Eu optei por sentar no meio, porém na poltrona localizada no corredor. Como o meu voo não estava muito cheio, tive a sorte de não ir ninguém nos outros 2 assentos do meio. Digo que tive sorte por um simples motivo:

Ninguém precisou me pedir licença para conseguir ir ao banheiro. 🙌🏼

Assim como na econômica, quem senta na janela ou entre 2 poltronas na classe executiva da Emirates vai precisar pedir licença para sair. Como consequência, ao retornar ao assento também vai ter que pedir licença caso o coleguinha do lado estiver com a parte dos pés da poltrona esticada.

Algo que me atraiu muito foi a divisória entre os assentos. Se sentar alguém desconhecido ao seu lado e você quiser mais privacidade, pode optar por levantar essa divisória. E se for alguém conhecido e você quiser viajar batendo papo, pode deixá-la abaixada. Novamente, você regula essa divisória através do tablet.

Dentro do “seu quadrado”, você ainda conta com um pequeno porta trecos na lateral do seu assento e mais um localizado à sua frente, além de 2 compartimentos com algumas bebidas (para mim tinham algumas garrafinhas de água, suco e refrigerante). Infelizmente, esses compartimentos não são refrigerados. Então se você, assim como eu, gosta de bebidas estupidamente geladas, vai ter que pedir um copo com gelo para os comissários.

O que achei

Para mim valeu (e muito) o upgrade para voar na classe executiva. Foram quase 22 horas dentro do avião no percurso SIN-DXB-GIG com a bunda quadrada de tanto ficar sentada! Porém, não vou dizer que é horrível viajar na classe econômica da Emirates. Os assentos são relativamente confortáveis e espaçosos quando comparado com os das outras companhias aéreas. Mas viajar na executiva é bem menos cansativo! Acho que o grande diferencial é que você realmente consegue deitar e descansar. De bônus, tem um televisor mil vezes maior do que a telinha da classe econômica (o que te deixa menos entediado) e refeições que nem parecem de avião. A moral da história é que cheguei descansada, bem alimentada e de bom humor. Ah, sim! E também com energia para aguentar emendar um dia de trabalho logo após sair do aeroporto.

Vai viajar para Singapura? Confira 5 dicas de restaurantes de dar água na boca!

comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de ler