Resenha – Perfume Crystal Noir (Versace)

Antes de tudo… Feliz 2013  \o/ Espero que todos tenham se divertido bastante! Apesar dos meus pés terem congelado (literalmente) e a queima de fogos não ser igual a do Rio de Janeiro, o Reveillon de Viena é bem animado! Muitas guloseimas e palcos com as mais variadas músicas (até Gustavo Lima eu ouvi!) espalhados pela cidade. E o legal é que dá para circular e curtir as diferentes atrações sem se sentir uma sardinha enlatada

Mas vamos ao assunto que importa! Eu não podia começar o ano sem falar sobre um dos meus perfumes preferidos: o Crystal Noir.

Para quem conhece o Bright Crystal ou o Yellow Diamond, já alerto que o Crystal Noir – como já sugere o nome – é bem noturno e diferente de seus irmãos. O perfume foi lançado em 2004 pela marca Versace e é composto por notas de coco, gengibre, cardamomo, pimenta, gardênia, peônia, flor de laranjeira, âmbar, almíscar e sândalo.

Crystal Noir é uma fragrância que brinca de seduzir através de sua indecisão. Sua volatilidade cria uma expectativa que fascina o olfato alheio. Explosões geralmente perduram, porém não é o que acontece no Crystal Noir. No primeiro instante uma explosão de cardamomo. Um minuto depois surge uma explosão de gardênia. E quando você menos espera… Bum! Uma nova explosão, dessa vez de pimenta. E quando você imagina que finalmente tudo sossegou, o coco explode.

O interessante dessas explosões é que todas as notas que foram destacadas amenizam e se misturam, criando um perfeito equilíbrio sem deixar o aroma excessivamente especiariado, floral ou frutal . O cardamomo e a pimenta dão um toque bem exótico à fragrância enquanto a gardênia traz uma feminilidade mais madura e independente. Já o coco não chega a ser o aroma da fruta em si. É como se fosse um creme de coco onde você não sente tanto o coco, mas sim sua cremosidade. E é dessa forma que essa nota consegue ser envolvente.



Depois que essa mistura é criada, as notas de fundo lentamente vão surgindo conforme as horas vão passando. São elas o sândalo e o âmbar, para dar à fragrância uma característica mais amadeirada.

Um perfume de excelente fixação, perfeito para saídas noturnas (em noites frias fica divino!) onde o principal objetivo é atrair olhares

O Crystal Noir está disponível apenas na versão Eau de Toilette, nos tamanhos de 30, 50 e 90ml. O frasco de 30ml pode ser encontrado em média por R$195.

10 comments

  1. Tenho muita vontade de senti-lo,o Yellow Diamond eu também tenho muita vontade de sentir,o vanitas eu já senti e é simplesmente delicioso pena ser tão caro aqui no Brasil,feliz ano novo e beijos!!!!!!

    1. Concordo plenamente, Elenita!
      Infelizmente as taxas para perfumes são abusivas no Brasil (não que eu não ache justo serem cobradas taxas, mas desde fossem devidamente usadas…).
      Comentei outro dia no twitter que comprei o Crystal Noir de 30ml numa promoção por 30 euros! Vontade de comprar a loja inteira
      Feliz 2013!
      Beijocas

  2. OI Camila!! Feliz 2013 para você também!! Eu tenho o Bright Crystal, e sou doida pelo Crystal Noir, mas não tenho ele buá, ainda!!! kkkkkk Beijos

  3. Oii Camila! Nunca experimentei nenhum perfume da Versace, mas depois que comecei a acompanhar o blog e tuas resenhas fico com uma vontade enorme de comprar! Então, vou comprar um “no escuro” e encomendar com uma amiga que vem do exterior e queria saber qual o mais coringa entre o Bright Crystal, o Yellow Diamond e o Crystal Noir, lembrando que aqui em Porto Alegre ou é muito quente (agora é o caso) ou muuuito frio. Feliz 2013 e continue com o blog, pq já sou tua fã! hauahuah beijos

    1. Feliz ano novo! E obrigada pelo carinho
      Renata, seria interessante se você me falasse os perfumes que usa ou que gosta bastante. Acho que isso ajuda a mostrar um pouco do seu gosto e estilo e até mesmo definir o que seria um curinga para você.
      De qualquer maneira falo rapidamente sobre cada um pensando em dias quentes e frios.
      O Bright Crystal lembra bastante o estilo e até algumas notas do Addict 2 (que eu lembro que você adorou ). Acho que o Bright é mais floral (destaque para magnólia e peônia). O cítrico dele aparece destacado no início, mas depois de um tempo ele fica mais ameno (mas ainda presente). Hoje eu percebo mais um leve amadeirado de fundo. Eu o considero uma ótima opção para dias quentes (mas acho que também cai bem para saídas noturnas não agitadas). Ele também pode ser usado em dias mais frios, por conta do floral, mas honestamente não seria minha primeira opção.
      Já o Yellow Diamond faz um pouco o estilo do Daisy (Marc Jacobs), porém mais frutado. Assim como o Bright, o Yellow também possui um frutado cítrico e floral só que a ordem é inversa. O perfume dá mais destaque para o cítrico e o floral (de flores amarelas mesmo, como frésia e mimosa) mais no segundo plano. Acho que por conta da mimosa ele consegue ser um pouquinho mais doce se comparado ao Bright, mas também o considero uma opção mais matutina e para dias/noites quentes. Vai ver é só impressão minha, mas eu o acho mais alegre que o Bright.
      O Crystal Noir como disse na resenha vai para direção e sentido oposto. Uma opção mais noturna e para baixas temperaturas. Um perfume exótico, que mistura notas mais orientais marcantes, um frutado mais cremoso e um floral mais seco por conta da gardênia (me faltou essa palavra no dia! hehe). Não sei se para uma compra no escuro ele é uma boa opção, porque sei que essas notas nem sempre são fáceis de agradar (especialmente o cardamomo, que possui um aroma bem marcante!)
      Para o seu propósito eu ficaria entre o Bright Crystal e o Yellow Diamond.
      Beijocas

      1. vc vai rir de mim mas hoje mesmo fui em uma loja física decidir entre os dois e trouxe um bright crystal! como eu já tava familiarizada com o cheiro do dior addict 2 (adorei vc ter lembrado ) e não tinha muito tempo pra esperar amenizar o aroma dos dois na minha pele levei ele. maas também adorei o yellow diamond, especialmente meia hora depois quando ele ficou mais suave e pra mim ele não só faz o estilo mas é quase igual ao Daisy só que mais delicado(na minha leiga opinião, claro) também achei mais alegre, viu? vou comprar ele quando for pra NY. EEE preciso contar! O bright crystal que experimentei estava com o cheiro alterado!! pra minha sorte eu tinha ido em uma outra loja antes dessa e experimentei ele antes, mas como não tinha o yellow pra comparar fui nessa outra e percebi o cheiro estranho. engraçado como exposição à luz pode estragar um aroma! o dono agradeceu por eu ter notado e me deu várias amostrinhas do yellow brigada pela ajuda viu? tanto o bright quanto o yellow foram indicações tuas e era bem o que eu procurava. sei que tenho postado muito aqui, mas realmente me identifiquei contigo e como dá pra notar eu não resisto aos perfumes e vou correndo experimentar, baseada no blog e nos vídeos. (se vc gostar do Valentina poderia fazer um post sobre ele, senti ele hoje muito rapidamente e ele é docinho e gostoso! fica aí a dica ) beijos querida!

        1. Ahhh que maravilha! Fico feliz que tenha acertado na escolha 🙂
          Eu pelo menos fico super desanimada quando experimento e não é aquilo tudo que imaginava…
          Pelo visto você já virou perita no assunto! Até amostrinhas de agradecimento você já está levando para casa. 🙂 Mas esses testers são sujeitos à variações de aroma mesmo. E muitas vezes não só por conta da iluminação, como você bem disse, mas também porque muitos deles não têm tampa! E como na maioria das lojas você não tem o livre acesso para experimentar (ou seja, a atendente que borrifa para você) eles ficam meses e meses sem a devida conservação.
          E não tem problema algum você comentar aqui! Além do blog ser para isso, as pessoas que convivem comigo já não aguentam mais me ouvir falando de perfume porque não são tão interessadas pelo assunto. Então eu preciso ter com quem falar 🙂
          Poxa, se eu estivesse com minhas amostrinhas aqui já falava do Valentina hoje. Mas se eu for na perfumaria hoje eu experimento não só o Valentina como o Valentina Assoluto 🙂
          Beijocas

  4. Olá, Camila! Parabéns pelo Blog e por seu talento em reconhecer as notas de um perfume! Acho incrível! Até queria mesmo te perguntar se você faz Química ou já é uma perfumista (é esse o nome que se dá?). Você conhece essas notas (ou essências) separadamente?
    Voltando ao assunto desta resenha… você não aconselhou a compra do Crystal Noir no escuro, pois não são todos que se agradam com o cardamomo. Não faço ideia do que está falando, mas adoro aromas exóticos! Você conhece o Narcisse de Chloé? Sou perdidamente apaixonada por ele! Acho até que é o perfume da minha vida! Esse Crystal Noir seria nesse mesmo estilo? Inebriante e fascinante?
    Desde já agradeço! Bjo!

    1. Oi Duda,
      Obrigada 🙂
      Apesar de gostar de aromas, eu fui estudar administração 🙂 Mas com certeza está nos meus planos fazer uma faculdade para ser perfumista (mesmo que eu não exerça a profissão).
      Acho que a percepção dos aromas está muito ligada à prática do olfato mesmo. Da gente ir treinando no dia a dia com os aromas que sentimos por aí.
      A maioria das notas olfativas que identifico eu conheci separadamente, em sua forma natural mesmo. Outras eu conheci comprando óleos essenciais e uma minoria nos próprios perfumes.
      No Rio de Janeiro existe uma loja chamada “Casas Pedro”. Lá dá para encontrar muitas especiarias. Mas acredito que existam armazéns do gênero em diversas cidades do mundo inteiro. Eu gosto de fazer visitas à esses armazéns ou floriculturas e comprar um pouquinho de cada item para conhecer os aromas. É assim que eu vou conhecendo 🙂
      Eu demorei um tempinho pensando em como descrever o cardamomo. Ô tarefa difícil!! Para mim o aroma começa bem verde e termina um pouquinho adocicado, com um fundo meio de cânfora (o que eu quero dizer é que existe uma sensação ardida de fundo, mas ainda assim com um toque fresco). Possui um aroma bem marcante e intenso (bem típico de especiarias). Se não me engano o cardamomo é da mesma família do gengibre, então pode ser que ajude pensar num gengibre com um toque verde, meio herbal.
      Infelizmente não conheço o Narcisse, mas posso tentar experimentá-lo por esses dias e te dou uma resposta melhor. O que eu posso dizer agora é que por chute é bem capaz que você goste do Crystal Noir baseada nas notas do Narcisse (mas meu palpite é que o Noir é mais adocicado e cremoso).
      Beijocas

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *